07 maio 2013

Dell, ultrabooks e Linux - parte 1: Pesquisa e compra

Há algum tempo entrei numa queda-de-braço com a HP por causa de um Windows que veio pré-instalado em um notebook HP, e foi concluída com a empresa adquirindo novamente o notebook de mim. De lá para cá, tive (e ainda tenho) um notebook Toshiba, com processador AMD A6. Uma amiga trouxe-o dos EUA para mim (novamente, obrigado Yasmine), e ainda um tablet da HP (não o Slate 7, o Touchpad), e um SSD de 120 Gb. Removi o HD do Toshiba (640 Gb), clonei-o (com Windows e tudo) e guardei no meu servidor, para quando vendesse-o. O HD foi para um case externo, e no lugar coloquei o SSD, instalando Linux Mint e fazendo todos os procedimentos necessários para torná-lo mais rápido e eficiente. Dispensável dizer que o primeiro boot do Linux nele, eu tive que rebootar, por não acreditar que ele inicializou tão rápido.

Mas confesso-me decepcionado com esse notebook. A autonomia de bateria é inferior ao que eu imaginava, ele esquenta mais do que eu gostaria que esquentasse, e eu odeio os teclados dos notebooks Toshiba. São horríveis. Logo, depois de pouco mais de um ano, e aproximando-se o meu aniversário, resolvi que era hora de vender esse Toshiba e comprar um outro notebook. Afinal, preciso de um bom equipamento, leve e robusto, para trabalhar.

Depois de muita pesquisa, vi que os ultrabooks da Dell eram uma opção boa para rodar Linux, e me interessei pelo Dell Inspiron 14z. Quase comprei no meio de abril, mas adiei e foi uma boa ideia: Ele caiu ainda mais de preço antes do Dia das Mães (sabidamente, a segunda melhor época para o comércio varejista no Brasil), e adquiri-o, parcelando em 8x s/ juros. Dessa forma, a última parcela cai em dezembro, e eu não levo velhas dívidas para um novo ano (no caso, 2014).

Mas, e o principal: Como é o suporte dele para o Linux? E como eu vou me livrar desse sistema operacional que não irei usar, o Windows 8? Aí entra a conversa via chat com um dos vendedores, que reproduzo abaixo:
04/12/2013 03:40:15PM Ricardo J Pinheiro: "N sou usuário Windows, sou usuário Linux há pelo menos 15 anos, e n tenho interesse no software q vem pré-instalado no ultrabook. Quais são as políticas da Dell qto à devolução dessa licença de uso q n será ativada, e o reembolso?"
04/12/2013 03:44:05PM Ricardo J Pinheiro: "Se possível, preferiria comprar o ultrabook s/ sistema operacional algum, descontando o valor da licença do Windows 8. P/ mim seria a solução ideal."
04/12/2013 03:44:46PM Agente (CSMR Thiago_A): "infelizmente não temos esse modelo sem sistema operacional"
04/12/2013 03:45:45PM Ricardo J Pinheiro: "Hm. É... Seria bom se a Dell o fornecesse c/ Ubuntu, ou s/ sistema operacional. A comunidade de software livre agradeceria. :-)"
04/12/2013 03:45:50PM Ricardo J Pinheiro: "Pena."
04/12/2013 03:45:52PM Agente (CSMR Thiago_A): "caso não tenha necessidade do sistema operacional você poderá solicitar o abatimento do valor"
04/12/2013 03:46:06PM Agente (CSMR Thiago_A): "o valor do abatimento gira em torno de R$ 100"
04/12/2013 03:47:05PM Ricardo J Pinheiro: "Opa, isso é bom."
04/12/2013 03:47:13PM Ricardo J Pinheiro: "Como procedo?"
04/12/2013 03:47:46PM Agente (CSMR Thiago_A): "após efetuar a compra"
04/12/2013 03:47:54PM Agente (CSMR Thiago_A): "entre em contato com o nosso pós vendas"
04/12/2013 03:48:11PM Agente (CSMR Thiago_A): "e informe que não tem interesse no sistema operacional"
04/12/2013 03:48:30PM Ricardo J Pinheiro: "Ah, sim, entendi."
04/12/2013 03:48:33PM Ricardo J Pinheiro: "Muito bom."
04/12/2013 03:49:20PM Ricardo J Pinheiro: "Contato via chat, telefone ou e-mail?"
04/12/2013 03:50:29PM Agente (CSMR Thiago_A): "via telefone"
Logo, apesar da Dell só vender notebooks com Ubuntu que sejam da linha profissional (Vostro) e colocar Windows 8 em toda a linha, é possível solicitar o cancelamento do sistema operacional, e removê-lo do equipamento. Qualquer abatimento é bem-vindo, e a nota fiscal da Dell ajuda nisso, visto que eles discriminam na nota fiscal o valor do sistema operacional e dos softwares. Segue cópia da minha nota fiscal aí embaixo:

Ou seja, é possível receber o estorno do valor do Windows, de alguma forma! Então vamos averiguar...

PS: Se você tiver interesse em comprar o Toshiba, entre em contato comigo, então. O aparelho é bom, mas não atendeu minhas expectativas.

Marcadores: , , , , ,

3 Comments:

Blogger Felipe MPC said...

Isso é muito bom, Ricardo. Mas diz aí, o que vc achou deste micro da Dell ? Andei pesquisando no site da empresa e tinham muitas pessoas reclamando.

02/06/2013 00:46  
Blogger Ricardo Pinheiro said...

Felipe, estou gostando dele. A autonomia de bateria é menor do que eu esperava (2 horas e pouco), esquenta mais do que eu gostaria, mas tudo está funcionando bem com Linux, e estou testando 3 distribuições nele! Desliguei o vídeo da AMD, e melhorou algumas coisas... Mas vou falar + no próximo post.

16/06/2013 00:29  
Blogger Renan Arantes said...

Boa noite Ricardo, sou adm linux e tenho esse ultrabook, vei com o w8 eu nao uso linux como usuario diario apenas sou administrador hehehe convivo diariamente no ssh :) estou qrendo migrar definitivamente de plataforma mas ta phoda... vc diz q com linux a bateria dura 2h?? putz no w8 dura 3h se tiver trabalhando com poucos recursos... oque acontece é que a delll desenvolveu um software que gerencia a bateria quando o utra esta sem o carregador conecetado limitando os recursos de hawardare... eu comprei um core i7 e tb atribuo a o processador a diminuiçao da bateria... ainda nao coloquei um hd ssd acho que quando eu por um nele ira melhorar essa perforance... vi relatos no forum da dell que esses ultrabooks nao foram projetados para trabalhar com linux por isso estou na duvida da migraçao.. perder a minha licença que veio de fabrica colando o linux e ainda diminuindo a utilizaçao do hardware fica dificil minha decidir na midgraçao... se vc puder me dar mais relatos da sua experincia com o seu dell 14z com o linux por favor entre em contato comigo pelo email renanarantestls@gmail.com

12/09/2013 22:34  

Postar um comentário

<< Home